Pablo Picasso, Sleeping woman

Viagem de negócios, coisas a fazer… e Ela. Se apaixonou por volta da meia noite. Sabia que havia bebido demais, falado demais e, talvez, feito amor demais. De bruços, Ela remexia o corpo entre os lençóis. Tinha data para acabar aquela brincadeira de andar de mãos dadas numa cidade estranha. E ali, na poltrona de hotel, entre um gole e outro, soube: por uma noite, apenas, ela foi a mulher de sua vida.

%d blogueiros gostam disto: